REGÊNCIAS E REVOLTAS NO BRASIL

INTRODUÇÃO  O Período das Regências na História do Brasil teve início em 1831 com a abdicação de Dom Pedro I e terminou em 1840 com o Golpe da Maioridade. Nesta época o Brasil foi governado por regentes, pois o herdeiro direto ao trono brasileiro, Dom Pedro II, possuía apenas 5 anos com seu pai abdicou […]

Leia mais REGÊNCIAS E REVOLTAS NO BRASIL

REVOLTAS REGENCIAIS

                 As Revoltas Regenciais foram rebeliões que ocorreram em várias regiões do Brasil durante o Período Regencial (1831 a 1840). Aconteceram em função da instabilidade política que havia no país (falta de um governo forte) e das condições de vida precárias da população pobre, que era a maioria […]

Leia mais REVOLTAS REGENCIAIS

Quebec, Canadá

  Um pouco da Historia A província canadense que já foi considerada o coração da França nas Américas e que em 1759 foi dominada pelos ingleses é a segunda região mais importante do Canadá. A principal cidade da província é Montreal, porém a capital é a Cidade de Quebec. A província tem a segunda maior economia e […]

Leia mais Quebec, Canadá

Formação do Nacionalismo

O patriotismo é o exercício do nacionalismo, que foi fortemente fundamentado a partir da revolução francesa ocorrida no século XVIII como lembrado pelo historiador Perry Anderson. Crê-se que a ascensão do nacionalismo se deu com o declínio da fé religiosa e com a formação do racionalismo, criando-se assim um conceito de estado, de povo e […]

Leia mais Formação do Nacionalismo

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL INGLESA  A Inglaterra, de fins do século XVIII a meados do século XIX, viveu um período conturbado. Foi o período do crescimento das cidades e da população urbana, construção de inúmeras ferrovias, aparecimento de fábricas e das classes sociais da época capitalista: a burguesia, detentora dos meios de produção, e o proletariado, cuja […]

Leia mais REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Natureza e limites do nacionalismo

Assim como o liberalismo, o nacionalismo, freqüentemente associado na Europa aos movimentos liberais, não teria condições de assumir seu significado pleno num país cuja economia baseava-se essencialmente na exportação, onde o mercado interno era extremamente limitado, as vias de comunicação escassas e, por isso mesmo, difíceis os contatos entre as várias regiões. O nacionalismo brasileiro […]

Leia mais Natureza e limites do nacionalismo